Mês: maio 2007

O Tempo Não Pára! (ainda bem)

tempo.jpg 

O legal de viver é estar sempre aberto a novas lições. Aprender com tudo… mesmo quando uma coisa muito ruim acontece com a gente. Encontrei esse texto do Ricardo Kotsho que trata sobre isso…. muito legal.

Anúncios

Enfrecacendo o Peixe Boi

Esse Peixe Boi não larga o meu pé. Mal eu entro no ônibus saindo do SBT e a caminho da academia pra ele começar a me infernizar… “pra que ir a academia… hoje ta frio…. deixa de ser bobo, um dia só não vai fazer diferença”. Ai eu quase me entrego. A minha sorte é que eu desço do ônibus na PORTA da academia e ai eu não tenho desculpas. Basta eu colocar o pé lá dentro por desgraçado sumir. Acho que ele deve ser alérgico a vapor de suor…

Quem é quem?

Folheando Revista Veja desta semana me interessei pela reportagem Design Abissal que trata dos seres que vivem em regiões profundas dos oceanos. São seres pouquíssimo estudados e muito estranhos. Mas a frente, na revista, havia uma sessão de fotos com as estrelas que estavam na abertura do Festival de Cannes… entre essas estrelas havia uma foto do ator Mickey Rourke, aquele do 9 1/2 Semanas de Amor.

A brincadeira é a seguinte: Adivinhe nessas fotos abaixo qual é a do Mickey Rourke e qual é a do ser Abissal…

          ambiente1.jpg                     mickey_rourke2.jpg

Esse, nem a Super Nanny dá jeito!

Acredito que todo mundo já tenha lido alguma tira do Calvin & Haroldo. Sempre gostei das histórinhas desse menino que todos adoram, mas que ninguém qostaria de ter em casa. Conheci o trabalho de Bill Waterson no final dos anos 80 quando começou a ser publicado no Caderno 2 do jornal O Estado de São Paulo. Logo comprei as revistas e tudo que encontrava… Lembro de uma cena maluca: eu, indo trabalhar, e caindo na gargalhada em pleno ônibus com a seqüência em que ele corta o cabelo e pinta a cabeça com canetinha amarela para os pais não perceberem.  HAHAHA! Quando soube que o autor havia decidido parar de criá-las acompanhei tudo bem de pertinho. Tenho até hoje guardado um arquivo com a última tirinha

Há algum tempo já está rolando na rede essa animação que um italiano maluco fez baseado nas aventuras do Calvin. No Youtube você pode encontrar vários outros trabalhos (animação 3d, massinha) mas essa aqui é a melhor:

Quem gosta muito também tem que dar uma olhada no blog Depósito do Calvin pra rever, matar as saudades, ou mesmo conhecer esse pestinha caso você seja um dos poucos seres da face da terra que não sabem quem ele é.

Ah! Um dia explico porque falei na Super Nanny…

ODEIO o frio!

gripe.jpg Para que serve essa coisa chamada frio? Porque todos adoram e eu não? Como é possível alguém se sentir feliz numa situação de extremo desconforto? Pois eu não canso de falar: ODEIO O FRIO! Odeio com todas minhas forças. Ninguém nesse mundo vai conseguir me fazer mudar de idéia. Se eu pudesse, mataria o desgraçado que insiste em deixar a porta da geladeira do céu aberta. Pingüim e leão marinho só gostam de frio porque nunca estiveram em Fortaleza. Tenho certeza que se um dia pegarem uma corrente marinha errada e forem parar lá, não vão querer outra vida. Uma das piores conseqüências do frio é fazer as pessoas repetirem frases feitas e lugares comuns… “Acho o frio chique”…” no frio as pessoas ficam mais elegantes”… MENTIRA! Quem é chique e elegante se mantém chique e elegante até no deserto do Saara… basta dar uma olhada na Kristin Scott Thomas em “O Paciente Inglês”… LIIIIIIIIIIINDA! Duvideodó que mesmo a Audrey Hepburn se sentiria chique com o nariz escorrendo e espirrando feito uma doida.

Não gosto de sofrer pra sair da cama de manhã… é um saco até pra tomar banho. Fazer barba vira um martírio. Odeio ficar com o nariz congestionado… sentindo-me febril o dia todo. Não dá vontade de fazer nada… sair, trocar de roupa… eca! As opções de roupas para sair diminuem drasticamente e mesmo quando você coloca o que quer sai se sentindo uma tartaruga ninja em fase pré menstrual de tão inflado que está.

Sei que tem gente que sofre com o calor. Eu não. Sinto-me mais vivo e disposto no verão.  

Blogar ou não Blogar?

Ou melhor… o que blogar?Criar o blog foi um verdadeiro parto. Há tempos tinha essa vontade… a idéia de escrever, criar, dividir informações me parecia muito interessante. Pesquisando e conhecendo outros blogs essa vontade só aumentou. Vivia em busca do título perfeito, do visual e do assunto pra começar a postar. Aos poucos fui percebendo que o legal de um blog é justamente você colocar a sua visão pessoal de qualquer assunto. É isso que eu busco nos blogs que eu gosto e é isso que as pessoas devem procurar no blog que eu escrevo. Só que é justamente essa parte que está difícil. Consegui me libertar da obrigação de criar um blog especial…. achei o provedor, criei o visual, encontrei um nome e um assunto e agora fico sentado, feito um patso, de frente do computador sem saber o que colocar. Não quero virar aqueles viciados que espirram no ônibus e escrevem um post. Encontrei outro dia dois videozinhos que tiravam um sarro disso… e eu, como bom aquariano, fiquei todo encanado com isso.

 http://www.ronildo.com.br/blog/videos/vida-de-blogueiro