Mês: agosto 2007

BABADO FUEEEEEEEERTE!

 

Geeente! Agora quem morreu foi a Katylenny! Ta rolando o maior babado… todo mundo quer saber o que aconteceu, de quem é a culpa, onde está, se ela vai voltar ou não… mas a pergunta que não quer calar é: quem matou Katylenny Beezmarck?

Como boa trava que ela é, tenho certeza que tudo foi friamente calculado. Nada mais glamuroso do que sumir no topo da carriera e deixar todo mundo desesperado querendo saber o que aconteceu. É assim que nascem os mitos. Marilyn, Diana, Leila, Greta… todas desapareceram de nossas vidas no auge e são lembradas até hoje. Mas o que eu tenho certeza mesmo é que ela tudo acontecer justamente ontem pra tombar com a Taís e pegar toda glória só pra ela… ta certa! Eu não teria feito melhor…. 

Anúncios

Taís es muerta!

Pronto. A irmã má morreu. E eu já sei quem matou. Gentte.. é óbvio! Foi o Lutero!

Afinal ele já matou o Salomão Ayala e em novela do Gilberto Braga vilão “não se modifica”…

Brincadeiras a parte, só posso elogiar o GB pela condução da trama. Conseguiu reverter o falatório negativo e provar pra todo mundo que ele é um mestre na arte de escrever novelas. Não entendo como alguém pode ter duvidado disso… depois dele ter feito Vale Tudo, Dancin’ Days, Celebridade não tinha como ele ter perdido a mão e feito seu primeiro grande fracasso. Ok… teve um problema aqui e outro ali no começo… a Paula é uma chata de galochas, o Daniel treme demais mas todos os mocinhos do GB são assim: insuportáveis. O negócio dele é criar vilões. Ninguém no mundo poderia ter criado uma Marion, um Olavo e mesmo a Tais melho do que ele. Ninguém no mundo faria frases tão inesquecíveis… e ninguém no mundo conseguiria fazer Paraíso Tropical virar mania nacional. ADOOOOOORO!

Agora, falando sério… minha aposta para assassino na Tais, na verdade é uma assassina, a Alice. Euacho que nao verdade ela foi até o apartamento pra matar a Paula, isso sim… tudo por causa da denúncia contra o Olavo no lance da clínica… 

Passou!

Já tô bem melhor hoje… aconteceu um montão de pequenas coisinhas legais que me fizeram sentir bem mais animado! É impressionante como, as vezes, um nada pode te levar lá pra baixo mas, por outro lado, outro “nada” pode salver tudo. Vou seguir o conselho de dois amigos meus… um que eu conheci recentemente e que logo se mostrou especial, o Gui Gente Finíííííííííííííííííssima; e outro que na verdade é só um “colega” de trabalho:

SEMPRE RIR!!!!

Vazio

 É impressionante como as vezes ficamos vazios. Nada é interessante, não existe futuro e todo mundo fica chato. Não é culpa de ninguém, eu sei, o problema está em mim. Meu olhos se encheram de lágrimas várias vezes durante o dia sem motio algum… um pensamento chato na hora errada, uma lembrança triste ou sei lá o que. Qualquer coisa é motivo pra deixar tudo mais esquisito ainda. Mas eu sei que vai passar… sempre passa. Eu não sou assim… acho que é o peixe boi querendo voltar a atacar. Ele insiste mas eu sou forte. Vai passar.

Badauá!

Nossa! Olha só o que encontrei na coluna da Mônica Bergamo de hoje:

PINTURA ÍNTIMA O ensaísta, poeta e letrista Francisco Bosco, filho de João Bosco, é doutorando em teoria literária, estuda lingüística e também sexualidade; os temas estão no livro “Banalogias”, com 26 ensaios, que ele lança hoje, na Casa do Saber, em SP

Não sei o porquê, mas de repente literatura virou meu assunto predileto! Também me deu uma vontade enorme de começar a estudar lingüística! Sempre achei o João Bosco um chato mas tenho que reconhecer que pelo menos ele acertou em uma de suas obras…

There´s no place like Ho… quer dizer, Bailão!

Domingo fui ao Balião e me diverti MUUUUUUITO! Pra quem não sabe, Bailão é uma boate aqui em São Paulo. Não é a maior, a mais famosa ou a mais badalada… mas, com certeza é a mais divertida. Por isso gosto tanto de lá.

Na primeira vez que me levaram lá, não curti NADA. Achei o povo estranho… o calor infernal e a musica não ajudava em nada. Quem disse que é legal parar tudo e mudar de dance para sertanejo ou axé de uma hora pra outra? E quem disse que é divertido ficar ouvindo Alcione e Ray Conniff com um bando de tiozinhos vindo tirar você pra dançar? Bem… isso acontecia lá atrás, no início de tudo.

Aos poucos fui relaxando, me acostumando e hoje não existe lugar que eu me divirta mais. Sei que os descolados vêem essa casa com muitas ressalvas e com muito preconceito, mas não troco uma ida rápida, que seja, ao Bailão por o melhor lugar num camarote VIP com tudo na faixa na The Week, Flex, ou qualquer outro lugar. É lá que eu sou feliz, é lá que me divirto como nunca e é lá que encontro pessoas de verdade, que não fazem carão, e não precisam ser iguais a um grupo pra se sentirem aceitas e seguras. Viva a diferença! Viva as pessoas de verdade! Viva quem é feliz!!!!!

Viva Marystellah!!!!!

Não importa como nos conhecemos… se fosse contar tudo, o post seria gigantesco, tamanho é a quantidade de coincidências que o universo provocou para nos juntar naquela tarde de janeiro de não sei quando. Só sei que firamos amigos inseparáveis em dois segundos. Aprontamos muito, nos divertimos mais ainda e vivemos muita coisa juntos. Onde um estava o outro também estava. Viajamos, dançamos, descobrimos coisas, choramos, rimos e nos completamos sempre. Quando um estava triste, o outro estava pronto para mudar isso… quando um estava muito feliz, saíamos para comemorar e repartimos essa alegria. Quando a grana era curta, R$10,00 dava de sobra para uma noite cheia de diversão e alegria. Hoje, me lembro como sendo as melhores da minha vida!

A vida foi cruel e nos separou. Primeiro por bobeiras nossas que foram responsáveis por nos levar por outros rumos e  e depois por que hoje ele está longe, morando em outro estado. Mas nos encontramos semana passada e foi muito bom. É impressionante como quando gostamos de uma pessoa, basta um simples oi para, em poucos segundos, termos a conexão restabelecida, parecendo que a gente havia se visto no dia anterior.

Hoje é o aniversário dele. Esse post é uma forma de carinho que arrumei para celebrar esse amigo tão querido.

Ah! Na foto vemos as duas amigas, Scarlet e Marystellah comemorando o aniversário dessa última, num momento de alegria, glamour  e descontração como só elas sabem viver…