Felicidade

Vamos lá… bem.. por onde começo? Tenho vontade de falar sobre uma idéia minha mas não sei se vou conseguir colocar no papel/ tela tudo que se passa pela minha cabeça. Eu penso muito, registro tudo e coloco as informações num liqüidificador interno que de vez em quando põe para fora uma teoria que, pelo menos para mim, parece coerente.

Outro dia eu estava conversando com uma amiga aqui do trabalho. Ela esta passando por um momento delicado no namoro e eu resolvi dar uma de conselheiro amoroso. Quando vi estava expelindo idéias e conceitos que saíam da minha boca e que, segundo ela, foram muito úteis para ela resolver a situação difícil pela qual passava.

No meio do papo eu consegui passar para ela uma idéia… um conceito.. uma definição… sei lá de como chamar isso… do que seria a FELICIDADE. Eu leio muito sobre budismo, fiz cursos e assisti palestrar sobre assuntos esotéricos e sempre pego informações assistindo filmes, seriados e em livros… e desenvolvi essa idéia que quero postar aqui. A coisa funciona mais ou menos assim:Quando nascemos e chegamos aqui nesse mudo, somos exatamente “o que somos de verdade”, sem influências externas, interferências e sugestões de terceiros. É quando essas influências, interferências e sugestões começam a aparecer nas nossas vidas que a coisa fica feia… a gente vai se afastando desse “EU VERDADEIRO” e a tristeza e infelicidade começam a tomar conta da nossa alma. É assim que a depressão aparece.

Era isso que eu conversava com minha amiga… ela falava da tristeza e desilusão pela qual passava no relacionamento e de como ela é mais verdadeira, e feliz, quando está solteira. EU concordo inteiramente com ela.. sou muito mais verdadeiro, muito mais eu e muito mais feliz quando estou solteiro. Sei que o relacionamento pode ser um ENORME fonte de felicidade, mas o problema é quem geralmente abrimos mão de muita coisa, deixamos de fazer o que gostamos tudo em nome da paz no namora/ casamento. Ai vamos nos afastando da nossa verdade, a coisa vai ficando sem graça e o amor acaba porque não estamos sendo felizes.

O que eu quis explicar para ela é que eu acredito que o sentimento de FELICIDADE aparece quando entramos em contato com esse eu verdadeiro. Quando fazemos alguma coisa que realmente gostamos, por mais boba que seja, o dia se transforma e a vida passa a valer a pena. è tão claro isso para mim… a felicidade mora no nosso eu verdadeiro e o que temos de fazer para alcança-la é chegar o mais perto possível da nossa verdade interna. Ir ao show da Madonna está me fazendo isso, ler um livro bom, descobrir musicas novas, ficar zapenado na tv, correr na esteira, brincar com cachorros, sair com amigos, dançar, conhecer pessoas legais são coisas que me colocam diretamente em contato com o Paulo de Verdade e que fazem o sorriso nascer lá dentro de mim… sim, porque eu sei exatamente onde o sorriso nasce. Qualquer dia desses falo nisso.

Anúncios

2 comentários

  1. Paulo, concordo plenamente com vc, felicidade é uma coisa só nossa, individual, de cada um mesmo…
    acho que a felicidade em um relacionamento é compartilhar, complementar e nunca ser a fonte, unica e exclisiva de felicidade!

    estou amando seu blog… a dica da Tara Verde foi tudo na vida… adorei e estou lendo mais a respeito!

  2. Felicidade é lá dentro da gente, a de fora existe mas acho que é mais momentânea. Digo isso porque me pego em momentos de extrema felicidade e nem sei direito porquê (aqui fora tô só tomando na cabeça e lá estou eu, felizinho da Silva…). Por isso, quando vc espanta o peixe-boi da depressão da sua vida, encara as coisas de frente e vai à luta, não tem tempo de pensar em coisas tristes. Porque a infelicidade também mora lá dentro, quem a cultiva colhe o que plantou… Também não é pra viver feito um bobo alegre, mas tentar tirar leite de pedra mesmo e ser feliz. Quando nascemos não temos influência das coisas daqui de fora, mas certamente sofreremos alguns revezes e cabe a cada um buscar o lado bom da vida.

    Nossa, falei demais, né? Tudo embaralhado, e nem tomei minha Absolut ainda…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s