Coisinhas

Manual para Baixar Músicas Legais

Já falei mais de uma vez aqui o quanto gosto de músicas. Se você não leu, pode estar certo de que não é pouco não. Mas mais do que ouvir músicas, eu adoro descobrir novos sons e novos cantores e grupos musicais.

Muito antigamente eu comprava LPs e adorava gravar fitas cassetes para dar de presente. Achava o máximo ficar fazendo a seleção, escolhendo a ordem e passar horas a fio gravando música por música em tempo real. Era o época da música analógica onde a gente tinha que ouvir tudo na ordem estabelecida. Depois chegaram os CDs. Isso foi muito legal também porque além de acabar com esse lance “careta” trouxe de volta milhões de albuns que já estavam fora de catálogo e não encontrávamos mais em vinil. Essa fase foi linda porque descobri a grandiosidade de artistas como Ella Fitzgerald, Billie Holiday e Dinah Washington que só apareciam em coletâneas mal feitas. Um dia eu conto aqui o que aconteceu com todo esse material que adiquiri na época… snif.

Agora minha divesão é baixar músicas pela net. Mais digital impossível. Baixo o que quero, gravo quem nem conheço e, se não gosto, deleto sem dó. Meu arquivo musical hoje é gigantesco e no meu Ipod tem coisa que eu nem sabia que possuia. De vez em quando entra uma musica que nunca havia ouvido e que acaba sendo uma grande descoberta.

Como sou MUITO bonzinho deixo aqui os meus caminhos para encontrar alguns tesouros, coisas legais, trashices divertidas e, por que não, as porcarias também. Tudo vale a pena conhecer!

1. Minha primeira fonte é a Hypemachine. Entro lá, digito o que quero no campo de pesquisa e sempre encontro muito mais do que eu queria. Na verdade esse é um índice de blogs musicais. Eles catalogam e indexam todos os blogs que disponibilizam música para download. É fantástico porque que esse indice é atualizado minuto a minuto. Então toda hora tem novidade;

2. O legal mesmo do Hypemachine é descobrir as novidades. Foi lá que eu ouvi pela primeira vez o The Ting Tings, o Si*Sé, Justice e muitos outros sons que estão sendo descobertos por todo mundo só agora. Eu faço assim: Escrevo “Remix” no campo de procura e vou baixando tudo que aparece. Só tive surpresas boas. E antes que alguém jogue alguma pedra, esses remixes não são “bate cabelo” ou “drag music”, tá?

3. O legal do Hypem é que pra baixar as músicas você antes de que ir ao site onde o download foi publicado… então você acaba conhecendo milhares de blogs legais com dicas mais legais ainda!

4. Outra fonte boa é o blog do Arjan… o Arjanwrites. Ele é um carinha (diliça) que adora música e sempre dá dicas legais de novidades do mercado. Lá encontramos entrevistas, fotos, releases e muita coisa pra baixar gratuitamente com autorização dos artistas. Já baixei coisas bem legais tipo Cobra Dukes, Mark Huculak e Di Johnston, minha preferida.

5. Antes eu ficava super irritado porque encontrava muitas coisa que me interessava muito no Myspace mas as músicas não estavam “avalable” para download… agora meus problemas acabaram! Minha última mania é o site File2hd que faz a baixotildes, como diz o Marcelo (outra boa fonte musical), de qualquer música, de qualquer site, mesmo que não tenha o link pro download… legal não?? Foi assim que baixei The Rurals e Cue Kids só pra bancar a pheeeeena.

Espero que gostem e curtam a dica… se eu sumir é porque fui preso.

Anúncios

Apertado

Mais uma vez. o último Saia Justa mexeu comigo. Parece que falavam pra mim… parece que falavam comigo. O último tempo especificamente parecia que eu estava ali, sentado naquele sofá, ouvindo e sentindo tudo que elas falavam. No quadro Lado A a atrz Clarice Niskier trouxe um tema levantado a partir de um trecho da peça que está apresentando atualmente. Resumindo pra deixar bem curtinho, o tema lançado mostrava como, de vez em quando, os espaços que vivemos ficam insuprtavelmente apertados e acaba nos impulsionando em busca de outros espaços ainda maiores e mais  “arejados”. Lá no inicio de tudo isso já acontece… estamos confortaveis lá no útero da mamãe e, de repente, temos de sair em busca de ar, comida e espaço. A partir daí, a história se repete, repete e repete… na escola, no trabalho, no casamento…. o ar começa a faltar, não conseguimos nos mover e a vontade de sair pra fora torna-se quase que primordial. Acho que deu pra entender.. o que quis dizer pra exemplificar o que estou vivendo… essa vontade necessidade de espaços mais amplos acabou de aparecer, junto com um cansaço enorme.

Musicas

Musica é tudo pra mim. Adoro meu Ipod. Sou muito feliz ouvindo musica no carro enquanto dirijo. Mais feliz ainda descobrindo coisas novas.. sons que me interessam e que me tocam. Gosto de dançar sozinho no quarto… com amigos na balada e gritando feito louco. Outra coisa que me dá muito prazer é gravar cds com celeções feitas espcalemnte para pessoas que eu gosto. Faço issa há décadas… desde a época da fita cassete. Por isso, qdo vi isso no Sindrome de Estocolmo, não resisti em fazer a minha “fita” pra deixar aqui. Nâo coloquei tudo… demora séculos pra fazer o upload. Mas o link vai ficar aqui e sempre que eu encontrar alguma coisa que mereça estar aqui, eu subo e acrescento nessa lista. Pra ouvir basta clicar na imagem e depois no nome das musicas.

Rita Lee está voltando

A gente é feito de pedacinhos de informações que recebemos a vida toda. Tenho certeza de que muito do que sou hoje – a forma como penso e as coisas que acredito – devo ao fato de ter passado minha vida toda ouvindo Rita Lee. Não existe época da minha vida que não tenha uma trilhazinha dela.

Rita está iniciando uma noa turnê e eu gostaria muito de assistir a esse show… por várias razões, mas a maior de todas é celebrar essa cantora/ compositora que sempre fez parte da minha vida. Uma vez, na época da faculdade, eu a entrevistei e lembro muito bem a emoção de ver aquele cabelo vermelho merthiolate bem de perto. Ela foi muito fofa e isso só fez aumentar minha admiração.

Coincidentemente hoje coloquei pra ouvir no carro um cd muito bom… o Rita Lee Acustico gravado há exatos dez anos. É impossível ficar quieto e não cantar junto todas as músicas. Adoro a mania dela de fazer trocaralhos do cadilhos. O meu preferido é: “Pegar fogo nunca foi atração de Circo, mas de qualquer maneira, pode ser um calorose espetáculo”. Típico!

 Esse clip é muito marcante pra mim… vivi muito intensamente essa época e pra mim é impossível ouvir lança perfume e não ter vontade de sair patinado!

Tudo de novo

Pronto. acabou… quer dizer, começou! Começou o ano e com ele a gente volta (de onde mesmo?) com as baterias recarregadas, cheios de planos e esperanças renovadas para o novo período solar. O engraçado é que isso acontece igualzinho toda vez, as coisas mudam muito pouco mas sempre acreditamos que só porque tem uma folhinha nova na parede da cozinha tudo pode ser diferente.

Dessa vez não fiz nenhuma promessa. Quero um ano cheio de surpresas e decisões repentinas. Quero manter o que conquiastei de legal em 2007 e ficar aberto para novas oportunidades em 2008. Acredito que com menos cobranças e, consequentemente, menos frustações por não ter conseguido realizar o planejado eu posso chegar em dezembro com resultados mais positivos para mim mesmo. Na verdade eu espero muito pouco. Só quero continuas me sentindo vivo e interessado pela vida, só isso.

Amigos

Hoje fiquei emocionado lendo um post do Blog do Renato e logo pensei: “Puxa, adoraria ser amigo do Renateeeenho!”

Eu vivo elegendo pessoas que gostaria de ter como amigo. As vezes quando estou com amigos e o assunto tá meio caido, eu dou uma de Mônica Waldwogel e proponho a brincadeira “Quem vocês gostariam de ter como amigo?” Aí todo mundo começa a dar sugestões, idéias e o assunto esquenta!

Eu queria ser amigo do Renateeeenho porque ele é super fervido, inteligentem divertido mas principalmente porque é sensível e vê tudo com humor. São duas qualidade que me interessam muito nas pessoas. Gosto e me interesso por gente que tem conteúdo, que acrescenta algo pra mim. Por isso quero conhecê-las e tê-las por perto. É óbvio que eu adoraria ser amigo da Madonna, da Fernada Young e da Rita Lee… mas garanto que é mais por elas se encaixarem nesse quesito (pessoas que acrescentam) do que por serem famosas.

Recentemente tenho conhecido pessoas MUITO interessantes na blogosfera… e já consegui iniciar um processo de amizades com alguns… leios seus blogs diariamente e é impressionante como acabo me sentindo íntimo de muitos deles sem mesmo nunca ter visto ninguém. As vezes recebo mensagens de pessoas que se sentem assim comigo também. Muito bom isso.

O melhor de tudo é que eu consegui ser amigo de quase todo mundo que eu quis conhecer a partir dessa minha fantasia e eu não estava errado não. Todos acabam sendo legais e positivos como eu imaginava!

UIA!

Descobri num site muito doido. A Denise do Sindrome de Estocolmo é a culpada. Ela escreveu um post sobre uns aparelhos malucos que ela descobriu num site que vende produtos eróticos e claro que eu fui dar uma olhada. Vi muita coisa interessante… coisas que me interessaram e outras que eu nem imaginava que existiam… tipo isso aqui: um “cinto” de castidade masculino!

O design é bem interessante… e, confesso, que achei bem excitante! Agora, vamos ver quem consegue descobrir pra que serve isso aqui:

tail.jpg