Histórinhas

Madonna, enquanto ainda é tempo!

maddie1Sexta feira, quando estava saindo de casa, minha mãe me avisou que naquele dia, não sei o que no universo estaria aberto que todos os estudiosos em astrologia ou o que quer que seja estavam recomendando que aquele seria um dia ideal para agradecer por tudo que havia sido recebido no ano anterior e que também seria perfeito pra se fazer novos pedidos. Como estava super atrasado disse que ia pensar no assunto e que durante o dia providenciaria esse “agradecimento”…

Milhões de coisas aconteceram e, uma delas, foi ganhar de uma amiga toda base musical (play back) usada pela Madonna na sua ultima turnê. Como ela conseguiu isso não faço idéia mas como fico cheio de brotoejas só em imaginar que existe algo da Madonna que não possuo, ratei de passar os arquivos para o meu pen drive…

Estava voltando pra casa ouvindo as musicas. Aos poucos fui revivendo tudo que aconteceu comigo naquele dia 20 de dezembro e não pide deixar de pensar: “CARALHO EU FUI AO SHOW DA MADONNA!!!”

showSei que pode parecer incrível e até mesmo tolo, mas ate hoje meio que não acredito que fui ao show e vi tudo aquilo. Fiquei passado até a quarta feira seguinte e mesmo hoje me pego pensando, olhando pro infinito e lembrando de tudo… uma coisa meio Hommer Simpsom… HAANNNNNN fui ver a Madonna….

O mais legal é que por mais que falem, chutem e critiquem, todo conceito do show era extremamente original moderno. Não era um show de uma artista parada no seu tempo nem de tiozinhos indo ver um ídolo do passado. Maddona é atual. Madonna encanta todo mundo, indiferente de idade, classe social ou orientação sexual. Claro que existem pessoas que não gostam, mas esses são pessoas que não gostam do tipo de musica que ela faz.  O que eu achei mais incrível é que não estava vendo um show tipo “Encontro da Jovem Guarda” ou  “Trash 80”.. mas sim o espetáculo de uma artista que indica tendências e surpreende todo mundo. Não to nem ai para o fato dela não cantar quase nenhuma musica… ela pode.

Deveria ter comentado antes, mas não queria ter sido mais um falando a mesma coisa. ADOREI tudo e vou lembrar cada segundo. Até mesmo dos momentos que ela não estava presente, como na bagunça que fizemos na van que alugamos, no fervo todo da arquibancada e na tentativa de sair lá de dentro e chegar em casa.

Por isso e por um montão de outras coisas que vieram à minha cabeça, é que na sexta feira passada, enquanto dirigia e ouvia as musicas do show, comecei a agradecer ao universo, a Deus, aos meus guias meus mestres, meu anjo da guarda e a todo mundo que estava na marginal à minha volta por eu ter conseguido realizar esse sonho. Agradeci MUITO. Lembrei de todo mundo envolvido…  das pessoas que estavam comigo, quem torceu por mim e quem fez com eu estivesse lá (DRI, adoro você) e desejei que todos recebessem um pouquinho da alegria e da emoção que senti e continuo sentindo até hoje.

Agradeci mas também pedi. Pedi pra sentir emoções parecidas com essas muitas vezes mais e que todos que amo também fossem abençoados com esses momentos que fazem a gente se sentir como se tivéssemos 4 metros de altura.

Anúncios

Adooooooro meu IPOD!

Há alguns dias, li uma reportagem, não sei onde, sobre os quase 25 anos da chegada do CD ao mercado. A primeira coisa que pensei foi “Nossa, como o tempo passou!”. Lembro até hoje quando um professor mostrou na faculdade a grande novidade que estava chegando e que revolucionaria o mercado fonográfico… e ele estava certo! Foi tudo muito rápido a partir de então. Lembro-me também do primeiro cd que comprei (Dick Tracy… Madonna, é claro!), do meu primeiro cd player e do boom (maravilhoso) de relançamentos de álbuns que estavam fora de catálogo há séculos! Pra quem dependia de discos de vinil e importadoras, esses relançamentos foram uma mão na roda!

O maluco de tudo isso é que estamos vivendo uma fase mais ou menos parecida… esse lance do mp3 está mudando a forma como ouvimos e consumimos música. O pessoal das gravadoras anda perdidinho sem saber como lidar com essa alteração tão drástica no comportamento das pessoas. Confesso que faz séculos que não compro um CD e não vejo razão alguma pra fazê-lo hoje em dia… Baixo mesmo tudo pelo limewire sem dó algum. O mercado não alimenta minha necessidade de encontrar o que gosto nem de suprir minha curiosidade por coisas novas. No esquema antigo, nunca teria descoberto Lo-fi-fnk, MSTRRFT, Res, não teria tido alcance a todos os 508 remixes de musicas da Madonna nem baixado coisas trash que tanto gosto… Gostaria, sinceramente que o Itunes fosse liberado para as pessoas normais que não tem cartão de crédito com endereço nos EUA… gostaria que a UOL mega Store fosse mais completa… e adoraria chegar na FNAC com meu Ipod e carregar só o que me interessa.

Essa lentidão em resolver essa questão só vai acabar de vez com o mercado fonográfico no Brasil… não vale dizer que é a modernidade nem a internet os culpados porque a industria de livros sempre fica ameaçada em qualquer lançamento de nova tecnologia e ainda continua aí, funcionando… acredito que basta um poquinho de boa vontade e de imaginação pra se resolver essa questão.

Viva Marystellah!!!!!

Não importa como nos conhecemos… se fosse contar tudo, o post seria gigantesco, tamanho é a quantidade de coincidências que o universo provocou para nos juntar naquela tarde de janeiro de não sei quando. Só sei que firamos amigos inseparáveis em dois segundos. Aprontamos muito, nos divertimos mais ainda e vivemos muita coisa juntos. Onde um estava o outro também estava. Viajamos, dançamos, descobrimos coisas, choramos, rimos e nos completamos sempre. Quando um estava triste, o outro estava pronto para mudar isso… quando um estava muito feliz, saíamos para comemorar e repartimos essa alegria. Quando a grana era curta, R$10,00 dava de sobra para uma noite cheia de diversão e alegria. Hoje, me lembro como sendo as melhores da minha vida!

A vida foi cruel e nos separou. Primeiro por bobeiras nossas que foram responsáveis por nos levar por outros rumos e  e depois por que hoje ele está longe, morando em outro estado. Mas nos encontramos semana passada e foi muito bom. É impressionante como quando gostamos de uma pessoa, basta um simples oi para, em poucos segundos, termos a conexão restabelecida, parecendo que a gente havia se visto no dia anterior.

Hoje é o aniversário dele. Esse post é uma forma de carinho que arrumei para celebrar esse amigo tão querido.

Ah! Na foto vemos as duas amigas, Scarlet e Marystellah comemorando o aniversário dessa última, num momento de alegria, glamour  e descontração como só elas sabem viver…

A minha NÃO experiência com a Madonna

Ok… ok… ta todo mundo fazendo um post sobre o aniversário da Madonna então não vou ficar atrás… primeiro porque eu a ADOOOOOORO e me sinto na obrigação de mandar uma energia gracinha pra ela e depois porque lembrei de uma história muito triste pra contar: o dia no qual eu NÃO fui ao show da Maddona.

Visualize: São Paulo, 1993, The Girlie Show bombando no Estádio do Morumbi e eu em casa, vendo todo fuá ao longe e com uma lágrima saindo do olho esquerdo. Pois é… essa cena aconteceu de verdade. Na época eu namorava com um chato de galochas que além de não querer ir ao show, PROIBIU que eu fosse. O idiota aqui não foi mesmo. Coisas imbecis que a gente faz quando ama… Rolou muita briga, muito bate boca e uma cena trágica onde eu implorando pra ir ao show. O mala estava irredutível. Disse que se eu fosse, tudo  entre nós estaria acabado e que eu seria um homem morto. Que ódio. Antes tivesse ido e terminado com tudo ali mesmo… pelo menos teria morrido feliz por ter visto o show.

Mas você acha que a história termina aí? Que nada… 5 anos depois, quando eu FINALMENTE terminei o namoro com a criatura (um dia eu conto as cosias que ele fazia) uma das frases que eu ouvi na briga final foi “Me arrependo muito de não ter deixado você ir àquele show da Madonna…” Você consegue imaginar a cara que eu fiz na hora? Nem ele… eu virei as costas e deixei ele falando sozinho pro resto da vida! Pode estar certo que quando ele morrer vai pagar umas três encarnações no purgatório só por feito isso pra mim… como diz uma amiga minha, ele acumulou MUUUUUUITO karma negativo!

Abajur iluminando o mundo

abajur2.jpg 

Há uns quatro anos conheci uma figura único no mundo. Num primeiro momento era somente uma drag gigantesca que divertia todos quando passava no Fran´s Cafe da Hadock. Quando eu falo gigantesca, quero dizer GIGANTESCA mesmo! Ele chegava e em dois minutos conquistava todo mundo.

Aos poucos fui sabendo da sua história. Nascido na Paraíba, chegou em São Paulo com a cara e coragem. Não conhecia ninguém. Aos poucos foi mostrando suas habilidades (maquiador, decorador, diretor de arte, produtor de eventos, ator e um montão de outras coisas). Sempre fez tudo com competência e dedicação mas originalidade sempre foi sua maior marca. Tanto que o nome da personagem drag que ele criou era”Abajur” (escrito assim mesmo) inspirado na sua altura e nas cabeças incríveis que carregava pra cima e pra baixo com muita elegância. Well, em muito pouco tempo ele conquistou MUITOS amigos e São Paulo já era pequena pra ele.

Um dia ele estava “a paisana” tomando café no Fran´s e conheceu um comissário de bordo da Luftansa que passava ali por perto.  Começaram uma conversa sem compromisso e aos poucos a coisa foi ficando séria. Tão séria que o bofe começou a voltar com muita freqüência ao Brasil só para vê-lo. Em poucos meses o que parecia uma história maluca e que ninguém punha fé virou um lindo conto de fadas e meu amigo hoje está morando na Alemanha, numa casa maravilhosa, com passaporte Europeu quase saindo e casadéééééééérrimo com papel assinado, aliança e tudo que tem direito.

O que eu acho legal dessa história é que mostra pra gente como não podemos NUNCA achar que tudo que poderia acontecer com a gente já aconteceu. De uma hora para outra um simples encontro pode mudar tudo e nos levar a viver algo totalmente inesperado e nunca imaginado. O melhor de tudo, também, é ver o povo que não acreditava no amor dos dois, que criticou muito tudo o tempo todo e que, principalmente jogou MUITO olho gordo na felicidade deles, ficar com a cara no chão. Hoje, quem está arrasando na Alemanha e conquistando a Europa é ele, o Abajur, com todo seu charme, inteligência, competência, bom humor e talento. Se joga Abajur!!! Você faz falta aqui mas o MUNDO merece conhecer você de perto.